quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Nunca Despreze

Silas Lima
Cristão Protestante


Nunca despreze o olhar franzino de uma criança,
Nunca despreze a lembrança do coração que te traz esperança,
Nunca despreze o abraço amigo, e jamais despreze o arrependimento genuíno do inimigo.

Nunca despreze o bem, faça dele uma arma contra o mal,
Nunca despreze o choro que você causou, pois eu sei que o que causaram em ti foi cruel.

Nunca despreze um grande amor, pois o amor é uma decisão (“isso poucos entendem”) e não deve ser levado pelo sentimento,
Nunca despreze ou negue um sorriso, um abraço, um aperto de mão, uma boa prosa, uma musica, uma poesia, um chamego, um carinho, um beijinho, em geral nunca despreze o simples da vida.

Por fim, jamais, nunca, em hipótese alguma despreze a vida, pois além de bela é o maior tesouro do ser humano.



A vida é bela e a idéia é bela.

silaslima@valoresdavida.com

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Os Pecados dos Pais


Bom dia, boa tarde e boa noite. Hoje é minha última postagem aqui no site, queria deixar um abraço aos leitores e colegas.
Ass: Leonardo Araujo


Texto de Sol Abrams

OS PECADOS DOS PAIS

É muito triste que as pessoas que afirmam que a Bíblia não tem erros nunca tomaram tempo para lê-la cuidadosamente e para pensar sobre o que leram. Se o criador ou a força criativa deram ao homem um cérebro, foi com intenção de o mesmo ser usado para pensamento crítico e lógico, e não apenas para memorização. A afirmação de que a Bíblia não contém erros pode ser refutada para além de qualquer dúvida razoável pelo poder do raciocínio lógico-dedutivo. A refutação envolve o exame de duas declarações contraditórias onde se uma é verdadeira a outra tem de ser falsa. O que se segue pode ser usado para ilustrar o argumento.
Pergunta: Segundo a Bíblia, um filho herda os pecados do seu pai? A resposta a esta pergunta tem de ser ou sim ou não; não pode ser ambas. Se a resposta baseada numa passagem da Bíblia for sim, então qualquer outra passagem da Bíblia que diga não tem de ser falsa. Analogamente, se a resposta baseada numa passagem da Bíblia for não, então qualquer outra passagem que diga sim tem de ser falsa.
Acontece que há algumas passagens na Bíblia que dizem que a resposta à pergunta feita no parágrafo anterior é sim, e há outras que dizem que a resposta é não. As passagens que dizem sim são Gênesis 9:20-25; Êxodo 34:7; 2 Samuel 12:14; Isaías 14:21; e Romanos 5:19. As passagens que dizem não são Deuteronômio 24:16; Jeremias 31:30; e Ezequiel 18:20.
Vou comparar 2 Samuel 12:13-14 e Deuteronômio 24:16, porque estas duas passagens ilustram esta contradição muito claramente, e ambas envolvem a matança de alguém como punição pelo pecado.

2 Samuel 12:13-14: E Davi disse a Natã: "Pequei contra o Senhor." Natã disse a Davi: "O Senhor removeu o teu pecado, não morrerás. Porém, como através deste ato deste grande ocasião aos inimigos do Senhor para blasfemarem, a criança que te nascerá certamente morrerá."
Deuteronômio 24:16: Os pais não serão mortos por causa dos filhos, nem os filhos serão mortos por causa dos pais; todo o homem será morto por causa do seu próprio pecado.

É interessante notar que Davi não só foi poupado à morte, apesar de ter pecado, mas também o seu filho foi claramente morto por causa do pecado do seu pai, contradizendo assim o versículo em Deuteronômio. O filho, de fato, tornou-se o cordeiro sacrificial para expiar os pecados do seu pai, Davi.
Resumidamente, se a passagem em 2 Samuel é verdadeira, então o versículo em Deuteronômio é falso, e vice-versa. Em qualquer dos casos, isto prova que a Bíblia contém pelo menos uma declaração falsa e por isso não é isenta de erros (quod erat demonstrandum).
O exemplo acima é apenas um exemplo entre mais de 200 passagens diretamente contraditórias na Bíblia, podendo qualquer par delas ser usado para refutar a infalibilidade da Bíblia. Além disso, se o versículo em Deuteronômio está correto, também prova que o conceito do pecado original está incorreto, porque esta doutrina afirma que toda a raça humana é responsável pelo alegado "pecado" de Adão. Thomas Jefferson, que não acreditava na doutrina do pecado original, declarou numa carta a James Smith (8 de dezembro de 1823): "O homem, depois de render a sua razão, não tem guarda remanescente contra os mais monstruosos absurdos e, tal como um navio sem leme, fica à mercê de todos os ventos. No caso dessas pessoas, a razão e a mente tornam-se um naufrágio." Neste assunto da inerrância bíblica, muitas pessoas lamentavelmente renderam a sua razão a uma afirmação que não é verdadeira.
Sol Abrams, 132 Easthampton F, West Palm Beach, FL 33417-1922

segunda-feira, 27 de agosto de 2007


Musica escolhida por Silas Lima
De Deus não se Zomba
Fruto Sagrado
Aurtor: Marcão


“Virei-me e vi, todos os que estavam sendo oprimidos debaixo do sol,
vi as lágrimas dos oprimidos e não havia quem os consolasse,
de um lado estava o poder de seus opressores e não havia quem pudesse confortá-los.
São mais felizes os que já morreram do que os que ainda vivem.
Melhor do que ambos é aquele que ainda não nasceu,
aquele que não viu as obras más que se fazem debaixo do sol.
Vi que todo trabalho e toda obra que o homem executa, causa inveja do seu próximo.
Isto também é vaidade e aflição de espírito.”

Que mundo construímos?
Quem é o inimigo?
Qual é a nossa religião?
Não aprendemos à lição!
Como estamos longe de Deus...
caminhamos para trás...
A cada vida ceifada por bombas lançadas daqueles que se dizem cristãos!
Não se engane!

O que o homem plantar ele também vai colher!
Por quê? Porque de Deus não se zomba!
E agora? Como falar de paz?
Como impedir a raiva no coração dos oprimidos?
Como colher a paz onde só plantaram a guerra?
Como experimentar o amor de árvores regadas com o ódio?
Criamos lobos e agora queremos viver com ovelhas!
Nos tornamos hedonistas, materialistas, cínicos, geradores de morte, fome, atraso e injustiça! Progenitores de fanatismos doentes e letais!
Essa é a nossa humanidade!
Essa é a nossa civilização!
Parece não haver limites para a irracionalidade humana!
E com certeza não há limites para a justiça de Deus!

Que mundo construímos?
Quem é o inimigo?
Qual é a nossa religião?
Não aprendemos à lição!
Como estamos longe de Deus... caminhamos para trás...
A cada vida ceifada por bombas lançadas daqueles que se dizem cristãos!
Não se engane!

O que o homem plantar ele também vai colher!
Por quê? Porque de Deus não se zomba!

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Eu li e é bom! - da semana




Texto escolhido por Silas Lima

Salomão

“Virei-me e vi, todos os que estavam sendo oprimidos debaixo do sol,vi as lágrimas dos oprimidos e não havia quem os consolasse, de um lado estava o poder de seus opressores e não havia quem pudesse confortá-los.

São mais felizes os que já morreram do que os que ainda vivem.

Melhor do que ambos é aquele que ainda não nasceu, aquele que não viu as obras más que se fazem debaixo do sol.

Vi que todo trabalho e toda obra que o homem executa, causa inveja do seu próximo.

Isto também é vaidade e aflição de espírito.” Ec. 4.1-4

valoresdavida@valoresdavida.com

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

CIÊNCIA 0 X 10 FÉ


Marcos Brito
Cristão Protestante


É possível crer e raciocinar ao mesmo tempo? Essa é uma pergunta que não faz muito sentido nos dias de hoje, mas eu quero te dizer que você pode ter uma vida intelectual ativa e crer ao mesmo tempo em Deus, que a Bíblia não é um livro ignorante e com certeza ela esta á frente da ciência, quer vê?
1- Antes do mundo medieval descobrir que a terra era redonda, a Bíblia séculos antes de cristo já dizia que a terra era redonda e não plana; Isaias 40, 21-22.
2- Quando a ciência acreditava que a lua era uma estrela que tinha luz própria, a Bíblia já dizia que ela não tinha luz própria, mas refletia a luz de um outro astro, em jó 25,5 jó 31,6.
3- Apenas 300 anos descobriu-se que o sangue leva a vida para o organismo, a Bíblia ha mais de 3.500 anos passados já dizia que a vida está no sangue.
Esses são pequenos de milhares de exemplos a Bíblia tem que está à frente da ciência, eu poderia também citar vários cientistas cristãos que existiram, entre eles estavam: Luiz Pascoal, Albert Ainsten, Isac Newton, Francis Bacon etc. entre vários.
A verdade é que Deus existe e se manifesta em nosso meio só não vê quem não quer, a vida tem um propósito maior, ai você me pergunta então porque existem tantos Ateus no mundo? Eu vou lhes dar pelo menos 2 razões para a explicação porque existem tantos Agnósticos e Ateus;
1- Orgulho, o homem que quer se posicionar como Deus, não pode abrir espaço para um deus maior do que ele próprio, porque o orgulho é o desejo de ser Deus;
2- Falta de arrependimento, é mais fácil dizer que não ha Deus do que se arrepender dos seus pecados.
Queridos como pode as coisas serem perfeitas em um mundo como este, como os pássaros sabem a rota exata do norte ao sul, quem ensinou as vacas a se levantarem com as patas traseiras e os cavalos com as dianteiras e os elefantes se levantarem com as duas ao mesmo tempo , quem colocou isso no código genético deles, como é que pode a terra juntar seus elementos e produzir frutos deliciosos, ai a gente chega a dizer que isso acontece por acaso,realmente tem que ter muita fé, eu acho que o ateu tem mais fé do que um cristão pra acreditar no acaso, precisa ter muita fé, é muito investimento para apenas 60 ou 80 anos, a existência tem propósitos de vida eterna, se Deus não existe não vale a pena o amar, é muito pequeno, me desculpe!!!!
consumatum est.

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

A Bíblia e a sua Autenticidade


Silas Lima
Cristão Protestante


Existem algumas discussões, sejam elas cientificas, filosóficas, etc., que se focam em assuntos que já são comprovados ou em assuntos pouco relevantes. (em minha opinião)

Um desses assuntos é autenticidade histórica e cientifica da Bíblia.

Não estou dizendo que devemos aceitar tudo o que a Bíblia sem nos perguntar o porquê das coisas, muito pelo contrario, só quero dizer que a bíblia não tem a mínima intenção de ser relato histórico ou cientifico.

É fato que a bíblia por se tratar de histórias passadas, pode nos ensinar alguma coisa quanto à cultura do povo das épocas por ela descrita, contudo o principal objetivo dela é ser um referencial moral de uma nobre idéia de vida.

Pouco importa quem escreveu os atos de Cristo, mas o que importa são os atos de Cristo, imagine se fossemos procurar a fundo os autores dos provérbios populares, seria uma vã procura, pois a intenção deles é expressar uma idéia, não importando o autor.

Acho muito nobre se indagar as questões morais da bíblia, isso nos faz entender o porquê seguimos ou não seguimos o que ela propõe, pois a intenção dela não te provar nada, mas sim te moldar como ser humano baseada numa idéia de um Deus nobre e amoroso e é por isso eu digo...

A vida é bela e idéia é bela.
silaslima@valoresdavida.com

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Carta ao Zézim




Leonardo Araujo
Ateu


Trecho de "Carta ao Zézim", de Caio Fernando Abreu
"Você quer escrever. Certo, mas você quer escrever? Ou todo mundo te cobra e você acha que tem que escrever? Sei que não é simplório assim, e tem mil coisas outras envolvidas nisso. Mas de repente você pode estar confuso porque fica todo mundo te cobrando, como é que é, e a sua obra? Cadê o romance, quedê a novela, quedê a peça teatral? DANEM-SE, demônios. Zézim, você só tem que escrever se isso vier de dentro pra fora, caso contrário não vai prestar, eu tenho certeza, você poderá enganar a alguns, mas não enganaria a si e, portanto, não preencheria esse oco. Não tem demônio nenhum se interpondo entre você e a máquina. O que tem é uma questão de honestidade básica. Essa perguntinha: você quer mesmo escrever? Isolando as cobranças, você continua querendo? Então vai, remexe fundo, como diz um poeta gaúcho, Gabriel de Britto Velho, "apaga o cigarro no peito / diz pra ti o que não gostas de ouvir / diz tudo". Isso é escrever. Tira sangue com as unhas. E não importa a forma, não importa a "função social", nem nada, não importa que, a princípio, seja apenas uma espécie de auto-exorcismo. Mas tem que sangrar a-bun-dan-te-men-te. Você não está com medo dessa entrega? Porque dói, dói, dói. É de uma solidão assustadora. A única recompensa é aquilo que Laing diz que é a única coisa que pode nos salvar da loucura, do suicídio, da auto-anulação: um sentimento de glória interior. Essa expressão é fundamental na minha vida".

leonardoaraujo@valoresdavida.com

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Eu ouvi e é bom! - da semana



Musica escolhida por Marcos Brito

EVERY PAIN 2 (Tradução)
Banda: Stauros

Toda dor eu senti por você
na cruz eu pensei em você
um fardo pesado eu tive que carregar
levando a dor em meu corpo
levando a morte em meu espírito

despido da glória por você
distante do Pai por você dos homens vi a fúria
desejo de morte no olhar
fui morto em seu lugar...

tua cruz pesada em meus ombros
tua dor foi minha
teus grilhões em minha mente
toda dor para mim

toda dor foi o preço
toda dor para mim
o meu sangue, o preço
o preço do pecado

não há mais o que fazer
hoje depende de você
não ignore minha morte
não ignore a própria vida
você precisa dar um passo

Hey! voltarei
coberto de glória
tào rápido como um raio
coberto de glória

valoresdavida@valoresdavida.com

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Eu Li e é bom - da semana!




João Calvino


No prefácio da 1º Edição das Institutas (1536), Calvino afirmou o Seguinte:

“Pretendi apenas fornecer algum ensino elementar através do qual qualquer pessoa que tenha sido tocada por um interesse na religião pudesse ser educada na verdadeira piedade. E fui especialmente diligente nessa obra por causa do nosso próprio povo da França. Vi muitos deles com fome e sede de Cristo, mas muito poucos imbuídos com até mesmo um pequeno conhecimento dele. Que é isto que propus, o próprio livro testifica através de sua forma de ensino simples e até mesmo rudimentar”.

valoresdavida@valoresdavida.com

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

A força que me ressalta




Marcos Brito
Cristão Protestante

Devido a correria hoje vou postar um texto de uma pessoa que admiro muito segue:

"A força que me assalta.
Ricardo Gondim.


Acredito que o amanhã continuará com semelhantes tempestades. No vai e vem da vida tudo continuará se esvaindo em vaidades.
A lágrima continuará a vazar pelas valetas do desdém.
O uivo dolorido da criança que se desmancha em diarréias,
continuará abafado pela imensidão da noite.
A muralha que isola o esfarrapado continuará sólida.
A estrela do general continuará polida.
O fadista continuará ébrio de melancolia.


Mas insisto em não desistir.
Não sei explicar a força que me assalta.
Sem noção, retomo à minha sina,
minha vocação, mesmo com tanto sofrer.
A sandice de simplesmente resistir é meu vício.
Ressinto o preço de aceitar ser parceiro
do padecer humano,
mas não resisto ao aceno celeste.

Desisto do sucesso, da sagração humana.
Morro para a ambição de empunhar cetros.
Abandono a conquista dos sonhos.
Simplesmente sigo em assimilar
a mais singela de todas as façanhas:
perseverar na Esperança.

Soli Deo Gloria."

Consumatum Est

marcosbrito@valoresdavida.com
texto reportado de www.ricardogondim.com.br

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Que legal!!


Silas Lima
Cristão Protestante

Uns dias atrás, recebi de uma garota com seus 13 anos acho eu, uma poesia, ela sabia que minha banda está em processo de composição e resolveu nos ajudar. Naquele instante me cativei com o olhar de satisfação dessa garota e o desejo dela de expressar de alguma forma os sentimentos do seu coração me comoveu.

Daí então, comecei a viajar em meus pensamentos, imaginava como seria se os incentivos de leitura e escrita nas escolas fossem efetivos e atraentes as crianças, como seria, se os pais “perdessem” uma horinha de sua semana para desenhar ou talvez contar uma historinha de quadrinhos aos seus filhos, que legal seria se todas as crianças tivessem acesso ao menos uma vez por semana a um violão, um pincel, uma poesia ou qualquer instrumento que expresse ou gera arte.

Talvez tudo isso pareça ser utópico, pois bem se você acha isso, escreva expresse de alguma forma o que diz seu coração, aproveita, pois o texto acabou.

Ah depois de fazer a sua arte, se possível, me mande por e-mail.

A vida é bela e a idéia é bela.

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Hupokrisis

Leonardo Araujo
Ateu

Estou rodeado de hipócritas. Bem, antes de mais nada vamos à definição de hipocrisia da Wikipedia: A hipocrisia é o ato de fingir ter crenças, virtudes e sentimentos que a pessoa na verdade não possui. Agora que já sabemos o que é, posso citar alguns hipócritas famosos pra melhor exemplificar, por exemplo: Luis Inácio Lula da Silva, nosso presidente é hipócrita quando diz que é do povo, mas gasta milhões num Avião pra se livrar do caos aéreo do próprio país. Renan Calhord.... digo, Calheiros, é hipócrita quando diz que vende gados, hehehe. Oscar Maroni é hipócrita quando fala de prostituição em suas casas noturnas. A imensa maioria dos cristãos é hipócrita pois o simples fato de uma denominação crescer tanto e com tantos luxos desnecessários é comprovante de hipocrisia. O fato é que eu estou rodeado de hipócritas. Pense bem caro leitor, olhe ao seu redor, existe algum hipócrita próximo a você? Se existe, dê uma risadinha. É meus amigos, hipocrisia é algo que me irrita muito, por isso fiz esse texto, pra que todos àqueles que convivam ao meu redor saibam: eu estou de olho.


leonardoaraujo@valoresdavida.com

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Eu ouvi e é bom! - da semana

Música escolhida por Leonardo Araujo

Artista: Damien Rice
Música: The Animals Were Gone
Albúm: 9

Acordei e, pela primeira vez, os animais tinham ido embora
Foi deixada essa casa vazia agora, não tenho certeza se é o meu lugar
Ontem você me pediu pra te escrever uma música agradável
Vou fazer o meu melhor agora, mas você se foi por tanto tempo

A janela está aberta agora, e o inverno se estabelece
A gente chama isso de Natal, quando as propagandas começam
Eu amo sua depressão e amo sua dupla personalidade
Eu amo quase tudo o que você tem a oferecer

Oh, eu sei é que eu te deixei em lugares de desespero
Oh, eu sei que te amo, então, por favor, jogue suas tranças pra baixo
À noite eu viajo sem você, e espero não acordar
Porque acordar sem você é como beber de uma xícara vazia

Acordei e, pela primeira vez, os animais tinham ido embora
Nossos relógios estão "tique-taqueando" então, antes de nosso tempo acabar
Nós poderíamos arranjar uma casa e algumas caixas na grama
Nós poderíamos fazer bebês e músicas acidentais

Eu sei que fui um mentiroso e sei que fui um tolo
Espero que não tenhamos terminado ainda, mas estou feliz de termos quebrado as regras
Minha caverna está profunda agora mas sua luz ainda está brilhando
Eu cubro meus olhos, ainda tudo o que eu vejo é você

Oh, eu sei é que eu te deixei em lugares de desespero
Oh, eu sei que te amo, então, por favor, jogue suas tranças pra baixo
À noite eu viajo sem você, e espero não acordar
Pois acordar sem você é como beber de uma xícara vazia




valoresdavida@valoresdavida.com

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

RELIGIÃO - A ANTÍTESE DA CIÊNCIA

Texto escolhido por Leonardo Araujo

de Peter Atkins

Muitos consideram que o conflito entre religião e ciência é uma fase temporária, e no devido tempo os dois poderosos rios da compreensão humana irão se unir e formar um Amazonas ainda mais poderoso de compreensão. Eu tenho uma visão oposta, que essa reconciliação é impossível. Eu considero que a Ciência é mais poderosa que a Palavra, e que o rio da religião irá (ou, pelo menos, deveria) atrofiar e morrer.

A base de minha crença que essa reconciliação é impossível, é que as técnicas e critérios da religião e da ciência são extraordinariamente diferentes. A ciência busca simplicidade publicamente e encoraja a derrubada de autoridade; religião aceita complexidade privadamente e encoraja a defesa de autoridade.

Existem, claro, muitos que consideram o conceito de deus como uma explicação excessivamente simples de tudo, e que consideram as elucidações científicas como algo, ou incompleto, ou pesado. De qualquer modo, isso é uma auto-ilusão. Tais visões são geralmente sustentadas por pessoas que não entendem o método científico. De fato, acreditar na afirmação de que deus é uma explicação (de qualquer coisa, deixe de lado o "de tudo") é algo intelectualmente desprezível, pela quantidade de admissões de ignorâncias empacotadas na pretensão de uma explicação. Afirmar que "deus fez isso" é pior que uma admissão de ignorância, isso deveria pôr uma mortalha sobre a ignorância no engano.

Nós cientistas sabemos que é imensamente difícil traçar à fundo, idéias simples da ciência para fora no mundo dos fenômenos. Essa ignorância dos procedimentos científicos, ou simplesmente antagonismo em relação a eles, freqüentemente é confundida com impotência. Os cientistas sabem que a complexidade do mundo é o resultado de um imenso número de eventos simples algumas vezes conflitantes.

O mecanismo bioquímico dos organismos é um exemplo de como os princípios funcionando são bem conhecidos, e se não bem conhecidos, determináveis e expressíveis em princípio em termos de processos (para nós químicos) familiares. Isso é certamente correto sobre o processo fisiológico que nos sustenta, e somente o maior dos pessimistas não iria estender essa visão até o funcionamento de nossos cérebros. Porém nós também sabemos que até o mais simples organismo é tão extraordinariamente complicado que desemaranhar sua bioquímica é imensamente difícil.

Mas essa dificuldade não é uma derrota. Nem pode ser considerada uma falha a nossa inabilidade em prever como uma série de processos bioquímicos por si só seria suficiente para explicar a criação da vida, esqueça a idéia de que tentar fazer um organismo novo, seja interpretado como falha. De fato, isso deveria ser uma fonte de orgulho no poder do intelecto humano que já foi tão longe entendendo isso em tão pouco tempo. O desafio de elucidar os processos da vida - incluindo consciência e toda sua bagagem que nós embrulhamos como "o espírito humano" - é o único exemplo de um desafio onde o trabalho duro compensa e a ciência não precisa aceitar as falsas explicações mascateadas pelas religiões. Existem outros problemas, talvez mais desafiadores, incluindo a origem de tudo.

Em nenhum caso, no entanto, há qualquer indicação que a ciência está trabalhando para acabar sendo parada por uma barreira até explicações futuras. Não existe certamente nenhuma justificativa para afirmar que os poderes da ciência estão circunscritos e que além da fronteira o único recurso para compreensão é deus.

Muitos irão aceitar que a ciência pode de fato comunicar todas essas promessas, mas irão manter, contudo, que isso proporciona um relato incompleto da dimensão inteira de ser humano. Para eles, o impiedoso olhar fixo da ciência é caolho. Para eles, existem aspectos do mundo que a ciência, com sua confiança no exame de evidências do público e a afixação de números para os eventos, não pode nunca tocar. Eles apontam para a alegria, a miséria, a apreciação estética, o amor, a morte, e acima de tudo o senso de propósito cósmico, e sentem-se confiantes que esses aspectos espirituais que transcendem os físicos irão para sempre se encontrar além do alcance da ciência.

Eu discordo dessa visão pessimista. Eu considero que existem dois tipos de questões espirituais. Uma diz respeito a tópicos como a alegria, relativo à estados físicos do cérebro em conjunção com uma variedade de estados fisiológicos do corpo, não obstante de nosso sistema endócrino. Eu não vejo razão nenhuma para olhar esses estados como fora dos limites do discurso científico.

Alguns irão olhar a analise científica de tais tópicos, que inclui tanto a bestialidade como também o amor, a criatividade e a credulidade (tal como muitas vezes resultado de crenças religiosas), como uma erosão do prazer. Eu acho que o oposto é verdadeiro: enquanto a compreensão científica aprofunda nosso prazer, ela não importuna os atos de prazer. Que nós podemos entender a paixão, que nós podemos entender a iniqüidade, e que nós podemos procurar tateando por uma compreensão do que significa ser humano, que nós podemos olhar para dentro de nós com uma visão não enevoada pelo misticismo, parece para mim adicionar para nossa admiração desse maravilhoso, porém explicável, mundo.

Então existe um segundo grupo de questões profundas que muitos iriam desejar proteger da luz da ciência. Essas questões são as mais cósmicas dessas amadas pela religião, incluindo o propósito de nossa existência, a função do mal, o livre arbítrio e a prospeção de vida eterna.

Eu acredito que tais questões foram inventadas, e não representam problemas realmente desafiadores para nós resolvermos. Seria de fato fascinante se o universo tivesse um propósito; seria provavelmente prazeroso haver vida após a morte. Porém, não há um só pedacinho de evidência em favor de nenhuma das duas especulações. Como é fácil de compreender porque as pessoas anseiam por um propósito cósmico e vida eterna, e não existe evidência para ambos, me parece uma conclusão inescapável que nenhum dos dois existe. Tudo que existe para a ciência explicar sobre esses problemas é a psicologia dos cérebros que os mantém como fatos.

Minha conclusão é severa e descompromissada. Religião é a antítese da ciência; a ciência é competente para iluminar todas as questões profundas da existência, e faz isso de uma maneira que faz uso total e respeitoso do intelecto humano. Eu não vejo nenhuma necessidade ou sinal de qualquer reconciliação futura.



Texto escolhido por Leonardo Araujo

valoresdavida@valoresdavida.com

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

EU AINDA CREIO


Marcos Brito

Cristão Protestante


É possível ainda crer no amanhã mesmo que tardio, é possível ainda sentir paz ao ver o sorriso de uma criança ou acreditar num mundo em que as pessoas se respeitam mutuamente, é difícil eu sei, mas eu também acredito que quando deixamos de sonhar deixamos de viver, a vida passa tão rápido e o tempo é implacavelmente cruel ai quando olhamos para nossa historia de vida passada vemos que não fizemos nada, poderíamos ter arriscado mais, ter ouvido, ter falado, ter abraçado ou se importado com coisas simples, mas que fazem muito sentido.
Por isso é que o suicídio esta embriagando as pessoas, o tédio, depressão são conseqüências dessa obesidade astral e espiritual, você esta fazendo algo pra mudar a nossa sociedade? Precisamos alguém certa vez disse: “A grandeza de um homem conhece-se pelos ideais que ele defende e o preço que está disposto a pagar por esses ideais”. Pare, pense, tenha tempo pra sua mulher, tenha tempo pro seu filho, tenha tempo pra sua família, pois o tempo impiedoso passa e não volta mais.



Consumatum Est

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Preocupante


Silas Lima

Protestante

Em mais de 500 anos de história, talvez (talvez) nunca houve tamanha corrupção em nosso país, roubos, sejam eles voluntários ou involuntários, propinas, descaso com a população brasileira, contas bancarias em paraísos fiscais, mentira, falta de cultura moral e ética, entre outros inúmeros problemas que podemos citar.

De onde vem todo esse mal? Será que um deputado eleito vai para Brasília com a intenção de roubar?

Acho que o problema é na raiz, acho que começa de uma população que trata a vida com um grande desdém, que em vez de cultivar e investir belos valores como amizade e respeito, só pensam em se dar bem, doa a quem doer. Essa cultura baseada no jeitinho brasileiro só nos tem feito cada vez mais espertos, cada vez mais malandros, onde ganhar em cima dos outros é nobre.

Vemos ao longo da história que, quando o homem ficou “fissurado” pelo poder, só se deu mal (ex. Império Romano, Alemanha Nazista, EUA hoje, etc...), poder gera relacionamentos baseados na barganha, sendo que esse é o pior jeito de gerar um relacionamento.

Estamos cada vez mais distantes do correto.
Se indagar qual é o correto é simples, o correto é o contrario do nosso país.

A vida é bela e a idéia é bela.

silaslima@valoresdavida.com

terça-feira, 7 de agosto de 2007

É Só o Inferno e Mais Nada

Leonardo Araujo
Ateu

Vocês sabem qual o maior desafio da vida? Eu sei: viver é o maior desafio da vida. Não se engane caro leitor, a vida é cruel. A vida não te dá tapinha nas costas quando você fracassa. A vida não enxuga suas lágrimas. A vida não te levanta na queda. Quando você menos espera, a vida te derruba. A vida é ingrata e sem recompensas. Aquilo que você ama não é seu. Aquilo que você almeja, não alcança. Aquilo que você quer é caro, aquilo que você tem não presta. Se você concordou comigo até agora, preciso lhe dizer algo: você é um perdedor. Você não viverá o desafio. Você não irá superar os problemas. Você não irá chorar de alegria, você não terá forças pra levantar, você não colherá os frutos, você não irá amar. Porque no inferno, quem tem coração é rei.

leonardoaraujo@valoresdavida.com

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Eu ouvi e é bom! - da semana


Musica escolhida por Silas Lima

Orgulho (Em Nome Do Amor)
(U2)


Um homem vem em nome do amor,
Um homem vem e vai.
Um homem vem, ele para absolver,
Um homem para destituir...

REFRÃO:
Em nome do amor,
O que mais em nome do amor?
Em nome do amor,
O que mais em nome do amor?

Um homem preso numa cerca de arame farpado,
Um homem, ele resiste.
Um homem banhado numa praia vazia,
Um homem traído com um beijo...

REFRÃO

(ninguém como você...)

Cedo pela manhã, 4 de abril,
O tiro ressoa no céu de Memphis.
Livre finalmente, eles tiraram sua vida,
Eles não poderiam tirar seu orgulho...



valoresdavida@valoresdavida.com

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Eu li e é bom! da semana


Texto escolhido por Silas Lima


Martim Lutero

“A vida cristã não consiste em sermos piedosos, mas em nos tornarmos piedosos. Não em sermos saudáveis, mas em sermos curados. Não importa o ser, mas o tornar-se. A vida cristã não é descanso, mas é um constante exercitar-se. Ainda não somos o que devemos ser, mas em tal seremos transformados. Nem tudo já aconteceu e nem tudo já foi feito, mas está em andamento. A vida cristã não é o fim, mas o caminho. Ainda nem tudo está luzindo e brilhando, mas tudo está melhorando.”

texto reportado de http://www.luteranos.com.br/

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

AMIGOS MAIS CHEGADOS QUE IRMÃOS


Marcos Brito
Cristão Protestante


Há valores bastante ricos e significativos que eu acredito não poder faltar em nossas vidas, um deles é a amizade, como é bom ter amigos em que agente pode contar, nas horas difíceis, no compartilhamento de alegrias, naqueles momentos em que não estamos querendo saber o porquê das coisas, mas simplesmente um abraço sincero.
No meu pequeno conhecimento das coisas, tenho vivido e aprendido com gente, amigos de varias espécies e situações.
Já tive amigos como Judas, que se deixaram embreagar-se pelo cheiro do vil metal e negociaram o inegociável, e com um beijo selaram um pacto de traição.
Lembro-me também de amigos como João, que sabem a hora de encostar a cabeça no meu peito e sentir o palpitar das minhas ansiedades e medos.
Conheci amigos como Esaú que por serem iludidos ou seduzidos por um prato de lentilhas, venderam o seu direito de serem amigos respeitados.
Mas posso dizer que tenho amigos que são iguais à Pedro, que as vezes negam por medo, e são as vezes incoerentes e um pouco brutos, mas sempre estão aprendendo com os erros e se arrependendo por suas inconstâncias, e sempre estão ao meu lado.
Já tive amigos também como os fariseus, embora serem limpos e belos por fora, são cheios de morte e violação por dentro, e que me julgaram injustamente e me sentenciaram á morte, foram também os mesmos que diziam:" SALVE, SALVE," e depois " CRUCIFICA-O, CRUCIFICA-O, CRUCIFICA-O.
E tenho o prazer de dizer que tenho amigos como Jesus, nobres, simples e amorosos, dos quais não mereço sua amizade, e apesar do meus incontáveis defeitos, não desistiram de mim.(valeu S. Duarte).
Como o próprio Senhor Jesus declarou:" Não existe maior amor do que aquele que dá a vida pelo seu irmão". em outras palavras, amigo.
Quando lembro-me disso à noite ao encostar a cabeça no travesseiro, durmo mais feliz que um Rei diante do seu exercito.A verdade é que sem amigos somos meio cinzentos e precisamos de cores em nossa vida, você tem amigos? não importa se são muitos ou poucos o importante é se são verdadeiros.
Se você se identificou com essa listinha, bem vindo ao clube, isso faz parte da vida.

Consumatun Est.


quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Viva! a vida!!!


Silas Lima
Cristão Protestante


Hoje quando acordei esperava um frio “gigantesco”, vesti meus agasalhos, coloquei duas calças, duas meias e minha toquinha, quando cheguei na janela um resplendor amarelado me surpreendeu, era o sol, tão belo como só, já estava atrasado e por isso me apressei em retirar o excesso de roupa em meu corpo e logo fui trabalhar.

Não sei se vai esfriar de novo, todos sabem que o tempo em São Paulo é maluco, mas fui surpreendido mais uma vez pela vida.
Boas ou más a vida é cheia de surpresas, por isso viva cada momento intensamente para você saber lidar com as surpresas da vida.

Uma gotinha de amor vale muito mais que um oceano de maldade.

A vida é bela e a idéia é bela.

silaslima@valoresdavida.com